Praia Municipal Lagoa da Prata

Praia Municipal Lagoa da Prata

Av. Brasil - Centro - Lagoa da Prata

Avenida Brasil - Marília - Lagoa da Prata

Ele Morreu Para Nos Salvar Jesus Cristo

Ele Morreu Para Nos Salvar Jesus Cristo

Jesus Cristo Nosso Eterno Senhor

Jesus Cristo A Divina Providência

Jesus Cristo A Divina Providência

Adhonai O Senhor Soberano Senhor

Adhonai O Senhor Soberano Senhor
Yahweh Yeshua - Jesus O Salvador

Jesus Cristo O Rei do Universo Infinito

Jesus Cristo O Rei do Universo Infinito
Nosso Eterno e Soberano Senhor e Salvador

Lagoa 77 Anos de Emancipação Politico-Administrativa do Município

Lagoa 77 Anos de Emancipação Politico-Administrativa do Município

Biosev Bioenergia A Louis Dreyfus Commodities em Lagoa da Prata


Ano de 2000 - O Grupo Louis Dreyfus Commodities adquire a usina Cresciumal, em Leme (SP), e inicia seu processo de expansão no setor sucroenergético no Brasil. 
Ano de 2001 - A aquisição da Usina Luciânia, atual Usina Lagoa da Prata, em Lagoa da Prata (MG), amplia a participação do grupo na região Centro-Sul do país. 

Ano de 2003 - A Usina Cresciumal inicia as operações de cogeração de energia a partir do bagaço da cana. 
Ano de 2004 - O grupo adquire a Usina São Carlos, em Jaboticabal (SP). 
Ano de 2006 - Começam as obras de expansão da usina Lagoa da Prata e a construção da usina Rio Brilhante (Projeto Greenfield), em Mato Grosso do Sul. 
Ano de 2007 - A aquisição das Usinas da Tavares de Melo Açúcar e Álcool permite a expansão das operações da companhia nos estados do Rio Grande do Norte, Mato Grosso do Sul e Paraíba. A capacidade de processamento alcança 11 milhões de toneladas de cana-de-açúcar. 
Ano de 2008 - A usina Rio Brilhante começa a operar. 
Ano de 2009 - Nasce a LDC-SEV, a partir da fusão da LDC Bioenergia e Santelisa Vale; a companhia passa a ter 13 usinas e expande sua capacidade de processamento para 40 milhões de toneladas de cana-de-açúcar. 
Ano de 2012 - A Companhia aprova a alteração de seu nome de LDC-SEV para Biosev. 
Ano de 2013 - Com a venda de ativos agrícolas da unidade São Carlos, a empresa passa a ter 12 usinas, com capacidade de processamento de 37,9 milhões de toneladas de cana-de-açúcar por ano. Neste ano, a Biosev também abriu capital no Novo Mercado da BM&FBOVESPA. Começam as operações da cogeradora de energia na unidade Passa Tempo. 
Ano de 2014 - A unidade Jardest entra em hibernação; a capacidade de processamento da Biosev passa a ser de 36,4 milhões de toneladas de cana-de-açúcar por ano. 



A Biosev, Subsidiária da Francesa Louis Dreyfus Commodities, investe na melhoria do cultivo de cana-de-açúcar para produzir mais açúcar, etanol e eletricidade
Um mar de canaviais a perder de vista: assim podem ser definidas as plantações de cana-de-açúcar da Biosev, subsidiária da gigante francesa Louis Dreyfus Commodities para o setor sucroenergético no Brasil. São 340 mil hectares distribuídos em 11 unidades nos Estados de São Paulo, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Rio Grande do Norte e Paraíba. Desde que o grupo francês desembarcou no País no ano 2000, a lida no campo tem como foco aumentar a produção de açúcar, etanol e bioeletricidade para tornar rentável essa unidade de negócio. “Se tem algo no qual o Brasil é competitivo é no agronegócio”, diz o engenheiro formado pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica, Rui Chammas, presidente da companhia desde o final de 2013. “O país é o maior exportador de açúcar e tem no etanol um exemplo de inovação do qual pode se orgulhar.” Na safra 2014/2015, encerrada no primeiro semestre, a receita da companhia foi de R$ 4,5 bilhões, uma expansão de 5,8% na comparação com o período anterior.
Aproveitamento integral: após a moagem da cana-de-açúcar para a produção de açúcar e etanol, o bagaço é direcionado para a Usina Termelétrica

As usinas da Biosev têm capacidade para moer anualmente 36,4 milhões de toneladas de cana. Na safra passada, foram processadas 28,3 milhões, transformadas em 1,6 milhão de toneladas de açúcar, a maior parte exportada para China e Rússia, além de países da União Europeia, África, Sudeste Asiático e do Oriente Médio; em 1,2 bilhão de litros de etanol; e em 896 GW/h (gigawatts hora) de bioeletricidade a partir da queima do bagaço. A empresa é a segunda maior geradora de energia renovável a partir da biomassa do Brasil. As vendas da eletricidade gerada nas usinas termelétricas cresceu 26% na safra 2014/15. Em função dos investimentos e da gestão mais afinada, Chammas prevê uma moagem de até 32 milhões de toneladas para o período 2015/2016. “Tudo indica que teremos uma boa safra”, afirma o executivo. “Quem fez bem a lição de casa vai poder gerar resultados melhores ao longo dos próximos anos.” O desafio do principal executivo da Biosev não tem sido pequeno e nem fácil. Nas últimas safras, apesar do faturamento robusto, a Biosev trabalha para sair da saia justa do prejuízo, resultado de um cenário adverso que, desde 2007, já levou ao fechamento de 80 usinas de cana-de-açúcar no Brasil e foi provocado por políticas públicas de valorização do uso do combustível fóssil em detrimento dos renováveis. Para isso, a arma da empresa tem sido investir. Na safra passada foram R$ 1,13 bilhão e, nos últimos três meses no primeiro trimestre da atual, R$ 226 milhões. “O mercado começa a reagir", afirma Chammas. “E nós saímos de uma geração negativa de caixa de R$ 200 milhões, o que aconteceu por dois anos, e chegamos a última safra com uma geração positiva de R$ 16 milhões.”
À Toda Força: 
A Biosev é a Segunda Maior Geradora de Energia Renovável a Partir da Biomassa no País!!!

Conscientização da Doação de Medula Óssea em Lagoa da Prata e Moema

Foram realizados 302 cadastros. 
Hoje podem ser realizados somente 30.800 cadastros por ano 
 A população de Lagoa da Prata e Moema tem se sensibilizado frente à campanha de conscientização sobre a doação de medula óssea. Apesar de ser um procedimento simples, muitas pessoas ficam anos na fila por não achar um doador compatível. De acordo com a colaboradora do Hemominas, Sarah Caroliny, muitas pessoas não param para pensar no assunto. “Às vezes não é que as pessoas não se importam, mas é que não tem informação o suficiente para pensar no assunto. Por isso precisamos levar essas informações para elas”, afirmou. Uma das maneiras de conscientizar as pessoas sobre o problema é também levar informações para elas, e  foi isso que a moemense Melissa Montezuma e um grupo de amigos fizeram no dia 25 de fevereiro em uma palestra, que aconteceu no teatro Fausto Rezende, em Lagoa da Prata. 

 Em Moema, a campanha também foi realizada através da coleta externa feita por uma equipe do Hemocentro de Betim/MG, que só foi possível com a ajuda de Alessandra Gontijo e Miriam Gontijo, moradoras de Moema. Ao todo, entre pessoas de Lagoa da Prata e Moema foram realizados 302 cadastros. Hoje podem ser realizados somente 30.800 mil cadastros por ano. O presidente da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, deputado estadual Cristiano Silveira, esteve presente, elogiou a iniciativa e disse que vai apoiar o projeto.”Vamos solicitar ao Hemominas a ampliação do cadastro de doadores. Assim, poderemos levar essa iniciativa para outras cidades”, disse o deputado. O parlamentar também ressaltou que vai sugerir ao Estado a realização de novas campanhas. “Vou conversar diretamente com o secretário de Saúde, Fausto Pereira, para sugerir a realização de novas campanhas de incentivo à doação. É preciso conscientizar a população sobre a importância da doação e como isso pode salvar vidas”. Saiba mais sobre a doação de medula óssea O cadastramento de candidatos a doadores de medula óssea é feito pela Fundação Hemominas. A chance de encontrar um doador compatível entre irmãos, filhos de mesmo pai e mesma mãe, é estimada em 25% a 30%, aproximadamente. Entre pessoas não aparentadas, essa possibilidade pode chegar a 1 para 100 mil candidatos cadastrados. A compatibilidade é verificada pela semelhança entre os antígenos dos leucócitos do doador com os do receptor, por meio do exame de HLA (Antígenos Leucocitários Humanos). Portanto, quanto mais candidatos cadastrados, maiores as chances de se encontrar o doador ideal para os pacientes que precisam de transplante. Coleta Há duas formas básicas para coleta da medula de um doador: Punções no osso da bacia, por meio de agulhas especiais, sob efeito de anestesia. 


Os  Doadores passam por um pequeno procedimento cirúrgico, de aproximadamente 90 minutos. Aférese, procedimento de coleta por via periférica, que se assemelha a uma doação de sangue. Não requer internação e nem anestesia. A escolha sobre o tipo de coleta não é uma decisão do doador ou do paciente, mas sim uma indicação médica, de acordo com o tipo de patologia ou diagnóstico do paciente. A escolha sobre o tipo de coleta não é uma decisão do doador ou do paciente, mas sim uma indicação médica, de acordo com o tipo de patologia ou diagnóstico do paciente. Procure o Hemocentro, que atende a região, em Divinópolis. 
Horário de atendimento Segunda a Sexta-Feira 07h às 13h Telefone: (37) 3216-6500 
Rua José Gabriel Medef, 221 - Bairro Padre Libério
(referência: em frente ao Hospital Santa Mônica)   
Cadastro de Candidatos à Doação de Medula Óssea 
Segunda a Sexta-feira: 09h às 12h 
Captação: (37) 3216-6513 ou 3216-6514 
Cadastro: (37) 3216-6522 ou 3216-6526


Veja o depoimento de Melissa Montezuma, que além de ser a idealizadora das campanhas, passa pelo problema.
Melissa Montezuma
Meu nome é Melissa. No fim de 2014 fui diagnosticada com aplasia de medula óssea, e no início de 2015 iniciamos uma busca por um doador que precisaria ser 100% compatível devido a minha doença ser uma doença autoimune, um transplante com menos compatibilidade seria muito arriscado. Desde o início estou tomando medicações extremamente fortes, as quais tive de assinar termo de consciência dos riscos que as mesmas poderiam me trazer,mas se eu não tomasse minha medula pararia de produzir as células sangue e os órgãos entrariam em falência. Fiquei durante 1 ano nessa busca, mas infelizmente não foi encontrado o meu doador. Agora, devido às fortes medicações e ao longo tempo de espera estou com alguns órgãos comprometidos, e o transplante não será mais possível. Essa busca é de muita espera, é muito angustiante, pois dependemos da boa vontade das pessoas, do amor ao próximo, que elas façam o cadastro não porque algum parente está doente, mas façam por todas as pessoas que esperam por um doador. Ainda existe um tabu muito grande, muito desconhecimento a respeito do ato de doar. Mesmo não podendo realizar o transplante eu conheci e acompanho várias pessoas nessa luta e resolvemos realizar essas palestras para incentivar e conscientizar as pessoas a doarem sangue e medula. O sofrimento de quem espera um doador é muito grande, a angústia e a incerteza que nos acompanha dia a dia é destruidora. Mas tenho fé que um dia isso irá mudar.A chance de encontrar um doador compatível é 1 em 100 mil e tenho fé que um dia será 1/1“. Amem!!!



Concientização da Doação de Medula Óssea em Lagoa da Prata e Moema

Leão dos Vidros em Lagoa da Prata

Box, Forros, Divisórias, Esquadrilhas de Alumínio e Molduras Há Quase 30 Anos Contribuindo Com o Progresso do Município Tel: (37) 3261-2484 
Rua José Bernardes Lobato, 317 - Centro 
Lagoa da Prata - CEP: 35590-000 - Minas Gerais

*** Quadros, Molduras Etc.



Localização Leão dos Vidros em Lagoa da Prata 
https://sites.google.com/site/lagoadaprataminas/leao-dos-vidros


Jesus Cristo Abençoai Lagoa da Prata e o Mundo Inteiro...Amem...

Jesus Cristo Abençoai Lagoa da Prata e o Mundo Inteiro...Amem...

Autoescola Central a que mais aprova em Lagoa da Prata e Região

Auto Escola Central  
Direção: Gabriel Miranda
Tel: (37) 3261-5003
Av. Getúlio Vargas, 1058 - Centro 
Tel: (37) 3261-8928
Avenida Brasil, 1330 - Santa Eugênia
Lagoa da Prata - Minas Gerais
Localização da Auto Escola Central
https://sites.google.com/site/localizadorcomercial/auto-escola-central



No ano de 2014 um jovem empresário e com uma visão, além dos moldes que regem o mercado, fez uma parceria com uma empresa de marketing/propaganda, onde consolidou a marca de iniciativa PRIVADA como CNH POPULAR. Os descontos no processo de habilitação variavam entre 20% a 45% . Todas as classes sociais foram beneficiadas, pois a Autoescola Central repassou cerca de R$ 180.000,00 ( cento e oitenta mil reais) em descontos para a população. Foi o maior desconto e o maior benefício já dado na cidade por uma autoescola desde que se tem conhecimento. Pessoas que antes andavam sem habilitação por não ter condições de tirar, tiveram benefícios inimagináveis. O programa CNH POPULAR, foi um programa de sucesso, uma marca registrada de dinamismo e profissionalismo da AutoEscola Central. O empreendimento iniciou suas atividades em 2008 com apenas dois carros e duas motos e quatro funcionários e, já em 2015, possui uma frota com onze carros, cinco motos e um micro-ônibus. Atualmente, conta também com uma filial, na cidade de Japaraíba, para atender a demanda e anseio da população da cidade. A ideia é que se mantenha a meta de crescimento em 20% ao ano.